CNBB pede punição para deputado bolsonarista que xingou o papa de “vagabundo”

Entidade religiosa já enviou carta à Assembleia Legislativa de São Paulo pedindo a punição do bolsonarista Frederico d’Avila

Com Brasil 247

A CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) enviou uma carta aberta à Assembleia Legislativa de São Paulo pedindo a punição do deputado Frederico d’Avila (PSL) após ataques a presentantes da Igreja Católica como o papa Francisco e o arcebispo de Aparecida (SP), dom Orlando Brandes. O deputado bolsonarista chamou os líderes da Igreja Católica de “pedófilos”, “vagabundos” e “safados'”.

A entidade avisou também que acionará a Justiça para que o bolsonarista esclareça os xingamentos, informa o IG. Na carta divulgada neste domingo, a CNBB pede ao presidente da Assembleia, Carlão Pignatari, que a Casa adote medidas contra o deputado.

“A CNBB tratará esse assunto grave nos parâmetros judiciais cabíveis. As ofensas e acusações, proferidas pelo parlamentar, protagonista desse lastimável espetáculo, serão objeto de sua interpelação para que sejam esclarecidas e provadas nas instâncias que salvaguardam a verdade e o bem, de modo exigente nos termos da lei”, de acordo com a carta.

Os ataques foram feitos durante um discurso na Alesp em 14 de outubro, após a missa do feriado de 12 de outubro em que o arcebispo pediu uma pátria “amada e não armada”.

“Seu vagabundo, safado da CNBB, dando recadinho para o presidente [Jair Bolsonaro], para a população brasileira, que pátria amada não é pátria armada. Pátria amada é a pátria que não se submete a essa gentalha, seu safado”, afirmou na tribuna da Assembleia.

“Seu vagabundo, safado, que se submete a esse papa vagabundo também. A última coisa que vocês tomam conta é do espírito e do bem-estar e do conforto da alma das pessoas. Você acha que é quem para ficar usando a batina e o altar para ficar fazendo proselitismo político? Seus pedófilos, safados. A CNBB é um câncer que precisa ser extirpado do Brasil”, disse.

A presidência da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) divulgou na manhã deste domingo, 17 de outubro, uma Carta Aberta dirigida ao presidente da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (ALESP), o deputado estadual, Carlão Pignatari. No documento, a CNBB rejeita “fortemente as abomináveis agressões” proferidas no último dia 14 de outubro, dia de seu aniversário de 69 anos de presença e serviços ao Brasil, pelo deputado estadual Frederico D’Avila, da Tribuna da ALESP. Em vídeo, Dom Walmor Oliveira de Azevedo manifestou sua indignação e prestou apoio ao Papa Francisco e ao arcebispo de Aparecida.

Capa do G1

Com informações do IG

Uma resposta para “CNBB pede punição para deputado bolsonarista que xingou o papa de “vagabundo””

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: