Prevent Senior não avisou a pacientes que morreram que eles tomariam cloroquina e ivermectina

Plano de Saúde fez pesquisa com o uso de medicamentos sem comprovação científica e ocultou mortes no resultado, no entanto, a pesquisa com os pacientes da Prevent Senior foi apoiada pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido)

BdF – O plano de saúde Prevent Senior não informou seus pacientes com covid-19 que seriam medicados com hidroxicloroquina e ivermectina. A pesquisa, que teve início em 25 de março de 2020, duas semanas após a Organização Mundial de Saúde (OMS) anunciar a pandemia do coronavírus, foi ocultada dos pacientes e seus familiares.

Em mensagem enviada aos funcionários da Prevent Senior, Fernando Oikawa, diretor do plano de saúde, afirma.

“Iremos iniciar o protocolo de hidroxicloroquina e ivermectina. Por favor, não informar o paciente ou familiar, sobre a medicação e nem sobre o programa.”

A omissão da Prevent Senior foi revelada pela GloboNews nesta quinta-feira (16). De acordo com a emissora, o plano de saúde mentiu no relatório sobre a pesquisa realizada em pessoas contaminadas com covid-19. No texto final, a empresa afirmava que apenas dois pacientes morreram após o uso combinado dos medicamentos. Na verdade, foram nove.

A pesquisa com os pacientes da Prevent Senior foi apoiada pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e os resultados apontados pelo estudo foram utilizados por defensores dos medicamentos, que seguem sem comprovação científica.

Os primeiros resultados da pesquisa foram divulgados pela Prevent Senior em 15 de abril de 2020. Três dias depois, em sua conta pessoal no Twitter, Bolsonaro divulgou o estudo feito pelo plano de saúde.

“De um grupo de 636 pacientes acompanhados pelos médicos, 224 não fizeram uso da hidroxicloroquina. Destes, 12 foram hospitalizados e 5 faleceram. Já dos 412 que optaram pelo medicamento, somente 8 foram internados e, além de não serem entubados, o número de óbitos foi zero. O estudo completo será publicado em breve”, disse o presidente.

O dossiê, com uma série de denúncias contra a Prevent Senior, baseado em depoimento de médicos e ex-médicos do plano de saúde, já está com a CPI da Pandemia, que investiga a atuação do governo federal na condução da crise gerada pelo coronavírus no país.

Em nota, a Prevent Senior informou que sempre atuou dentro dos parâmetros éticos e legais.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s