Bolsonaristas declaram greve de caminhoneiros contra o STF

Haverá uma nova greve dos caminhoneiros, é o que diz homem identificado como Erick Carvalho, só não conseguimos ver a conexão entre o STF e as reivindicações dos supostos caminhoneiros que não são reconhecidos por toda categoria.

Com Brasil 247

A informação é do jornal Folha de São Paulo e do Brasil 247, eles trouxeram um vídeo que circula nas redes sociais desde o início da noite desta quarta-feira (8) onde um homem que se apresenta como Erick Carvalho, “representante do advogado do Zé Trovão, doutor Levi de Andrade”, e que anuncia o início de uma greve dos caminhoneiros em apoio a Jair Bolsonaro e principalmente contra o Supremo Tribunal Federal (STF).

“É oficial, eu já tenho o recado dos caminhoneiros: haverá uma nova paralisação. Haverá uma nova greve. Nós tentamos de todas as maneiras possíveis resolver pacificamente, amistosamente, mas eles não querem acordo”, diz o homem, que relata ter sido impedido de protocolar no Senado Federal um pedido de impeachment contra ministros do STF. “Estão conosco os representantes do agronegócio”, diz ainda Carvalho que com certeza está sendo bancado por alguém ou alguma grande representação financeira.

A Folha de S. Paulo informou que as paralisações não tiveram a adesão de toda a categoria porque líderes do setor entenderam que os atos do 7 de setembro não tiveram como objetivo defender as pautas que são caras aos caminhoneiros. Mas se esse é o caso, então o STF não tem porquê ser envolvido. De uma coisa podemos ter certeza, tem muito dinheiro envolvido nesta paralisação, caso ocorra de verdade. Sabe-se também que, não é barato uma categoria parar e ficar comendo e bebendo sem gastar, de algum lugar deve vim esse dinheiro. Ou ele brota em rodovias ou arvores? Fica então este questionamento.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF) foi desmobilizado pelo menos 56 bloqueios em oito estados. Outras informações dão conta de que seis estados já registraram paralisações. Eles seguem protestando desde os atos golpistas convocados por Bolsonaro na terça-feira, 7 de setembro.

Foram realizados bloqueios em quatro estados até às 14h30 desta quarta-feira (8), sendo a maioria registrada em Santa Catarina. A jornalista Daniela Lima, da CNN Brasil, comunica que oito estados registraram bloqueios, incluindo o Amazonas, onde um caminhoneiro diz em vídeo que está tudo “trancado”, manda todo mundo “ficar em casa” e que o “movimento começou”. De acordo com a Folha de S. Paulo, foram registradas paralisações também no Paraná e Espírito Santo.

O movimento não contou, no entanto, com a adesão de toda a categoria porquê líderes do setor, entenderam que os atos do 7 de setembro não tiveram como objetivo defender as pautas que são caras ao grupo. Já Em Brasília, um grupo de mais de cem apoiadores de Bolsonaro ocupam a Esplanada dos Ministérios. “A PRF encontra-se em todos os locais identificados e trabalha pela garantia do livre fluxo com a tendência de fim das mobilizações até a 0h do dia 09/09”, diz o governo federal.

Com informações da CNN/Folha de São Paulo/Veja

Uma resposta para “Bolsonaristas declaram greve de caminhoneiros contra o STF”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s