Enquanto Lula prega a paz, Bolsonaro prega mais um dia de caos ao Brasil

Bolsonaro prega outro dia de caos ao invés de governar e mais uma  vez deixa de trabalhar para propor  impeachment dos ministros Alexandre de Moraes e Luis Barroso, ambos do Supremo Tribunal Federal (STF)

Por Redação

Na manhã deste sábado (14), o presidente do Brasil Jair “Messias” Bolsonaro em mais um dia de fúria. disse que vai pedir impeachment de Luís Roberto Barroso e Alexandre de Moraes, que, ontem, determinou a prisão de Roberto Jefferson, que vinha incitando ações violentas contra o STF.  Não custa nada lembrar que a corte ainda não tem o terrivelmente evangélico para atender sua mente doentia.

“Todos sabem das consequências, internas e externas, de uma ruptura institucional, a qual não provocamos ou desejamos. De há muito, os ministros Alexandre de Moraes e Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal, extrapolam com atos os limites constitucionais. Na próxima semana, levarei ao Presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, um pedido para que instaure um processo sobre ambos, de acordo com o art. 52 da Constituição Federal”, postou Bolsonaro, no Twitter.

“Lembro que, por ocasião de sua sabatina no Senado, o Sr. Alexandre de Moraes declarou: ‘reafirmo minha independência, meu compromisso com a Constituição, e minha devoção com as LIBERDADES INDIVIDUAIS.’ O povo brasileiro não aceitará passivamente que direitos e garantias fundamentais (art. 5° da CF), como o da liberdade de expressão, continuem a ser violados e punidos com prisões arbitrárias, justamente por quem deveria defendê-los”, prosseguiu Bolsonaro que desde que assumiu a presidência se comporta como uma criança mau criada.

Enquanto isso, seu principal adversário e líder nas pesquisas pelo qual Bolsonaro tem ódio e pavor, prega o impeachment do presidente Bolsonaro que não trabalha, só arranja confusão e convulsão aos brasileiros todos os dias. O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, também usou suas redes sociais neste sábado para cobrar do presidente da Câmara, Arthur Lira, a abertura do processo de impeachment contra Jair Bolsonaro.

“Já tem mais de 100 pedidos de impeachment contra o Bolsonaro. Cabe ao presidente da Câmara colocar em votação. E o PT e a oposição tem cobrado muito, mas isso não muda o fato que é o Lira quem tem que pautar”, disse Lula. Mas todos sabem que Lira só quer se aproveitar da situação e sugar o máximo possível em cargos e verbas para seus aliados com propósitos desconhecidos.

O petista também destacou na postagem que “o Bolsonaro colocou o Lira lá porque ele tem sido um parceiro dele nas votações. E eu não acredito que ele vá pautar o impeachment. Mas o dado concreto é: se não tiver impeachment ou o Bolsonaro não for interditado, ele será derrotado pelo povo nas eleições”. Depois de Eduardo Cunha não me recordo ter na Câmara Federal um presidente tão capacho quanto Lira, e não precisar ser formado na Universidade Harvard ou Oxford para se ter esta certeza de sua subordinação ao mandatário do Brasil.

Com informações do Brasil 247

Uma resposta para “Enquanto Lula prega a paz, Bolsonaro prega mais um dia de caos ao Brasil”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s