Bolsonaro atribui derrota no voto impresso ao medo de deputados de “retaliação” por Barroso; veja vídeo

Bolsonaro ainda atacou Barroso com nova tese propagada pelo gabinete do ódio que mostra o presidente do TSE falando em “tomar a eleição”, ligando à declaração de Zé Dirceu. “Acho que a gente não precisa falar mais nada”

Por Plinio Teodoro

Em conversa com apoiadores na manhã desta quarta-feira (11), Jair Bolsonaro (Sem partido) atribuiu a derrota na votação da PEC do Voto Impresso, rejeitada pela Câmara na noite anterior, ao “medo de retaliação” que deputados têm de sofrer do presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso.

A proposta foi rejeitada mesmo com 229 votos a favor e 218 contra, não atingido o mínimo de três quintos dos votos – que seriam 308 deputados – para aprovação.

Fazendo as contas, Bolsonaro disse que a votação da PEC na câmara mostra que “metada não acredita 100% na lisura dos trabalhos do TSE”.

“Dessa outra metade que votou contra, você tira PT, PCdoB, PSOL… Para eles é melhor voto eletrônico, como tá aí. Desses outros que votaram contra, muita gente votou preocupado. Estão com problemas essas pessoas ai e resolveram votar com o presidente do TSE. Os que se abstiveram numa votação online, a abstenção é dificl acontecer. Não votaram. Ficaram preocupados com retaliações”, disse Bolsonaro, repetindo por diversas vezes sua narrativa do medo de retaliação.

“Quero agradecer a metade do parlamento, parte da outra metade que votou contra – que acredito que votou chantageada -, uma outra parte que se absteve, né? Essa parte, não são todos, mas alguns ali, que não votaram por medo de retaliação”, afirmou.

Zé Dirceu

Na sequência, Bolsonaro voltou a atacar o sistema eleitoral e o TSE, dizendo que “o que querem, na verdade, eleger uma pessoa na fraude”, relacionando à tese que ganha força nas redes bolsonaristas de um conluio de Barroso para eleger o ex-presidente Lula.

Para defender sua tese, Bolsonaro mostrou alinhamento com o gabinete do ódio, que propagou entre a noite desta terça e a madrugada desta quarta-feira (11) um vídeo em que Barroso brinca ao falar que “eleição se toma”, relacionando a uma frase do ex-ministro José Dirceu, que já havia dito que “ganhar eleição é diferente de tomar o poder”.

“A gente vê um cidadão andando pelos corredores da Câmara, né? Repetindo exatamente o que falou o Zé Dirceu: ‘ganhar eleição é uma coisa, tomar o poder é outra’. Acho que a gente não precisa falar mais nada”, afirmou Bolsonaro.

Veja vídeo

Via Revista Fórum

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s