Joaquim Barbosa diz que mudança de regime de governo para “semipresidencialismo” é uma irresponsabilidade

O semipresidencialismo no Brasil é um salto no escuro, diz ex-presidente do Supremo que critica delírio de Arthur Lira, o presidente da Câmara dos Deputados é acusado de desviar o foco da CPI do Genocídio que está indo ao encontro do seu chefe

Com Brasil 247

O ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa disse em entrevista à jornalista Mônica Bergamo publicada neste domingo (25) na Folha de S.Paulo que mudar o regime de governo para combater crises é uma “aventura” e que os paralelos feitos com o sistema francês não fazem sentido no Brasil. Lá, afirma ele, o semipresidencialismo foi adotado para corrigir um sistema parlamentarista que era uma “balbúrdia”.

Barbosa defende o presidencialismo e diz que o sistema, adotado no Brasil há mais de um século, vem sendo aprimorado. Conferiu estabilidade por longo período ao país —e tem o condão de contornar crises mais graves, como uma eventual aventura autoritária do atual governo. “Eu acho isso muito irresponsável. Por isso me dispus a falar sobre esse tema”, enfatizou.

O ex´presidente do STF (Supremo Tribunal Federal) quebrou seu silêncio de quatro anos em entrevista para para falar do tema, ele defende o presidencialismo que vem sendo aprimorado no Brasil a mais de um século.  Para algumas pessoas esse sistema é na verdade uma terceira via, visto que Bolsonaro não tem como se eleger novamente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s