Diante de ameaça golpista, cresce mobilização para ato 24JFora Bolsonaro

A presidente da União Nacional dos Estudantes (UNE), Bruna Brelaz, afirmou que as ameaças à democracia, os escândalos de propina e a ineficácia absoluta do Bolsonaro na presidência são alguns dos motivos que vão fazer as ruas lotarem neste #24J

Vermelho – As entidades do movimento social ganharam um fôlego a mais para convocar a população ao ato do próximo sábado (24) pelo Fora Bolsonaro. É que a defesa da democracia ganhou centralidade na mobilização após as ameaças golpistas. De acordo com reportagem do Estadão, nesta quinta-feira (22), o ministro da Defesa, Braga Neto, usou um interlocutor para dizer ao presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), que se não houvesse voto impresso não haveria eleições.

A presidente da União Nacional dos Estudantes (UNE), Bruna Brelaz, afirmou que as ameaças à democracia, os escândalos de propina e a ineficácia absoluta do Bolsonaro na presidência são alguns dos motivos que vão fazer as ruas lotarem neste #24J. “Nossa articulação está grande e os estudantes estarão representando na luta por um Brasil digno de novo”, assegurou.

Sobre o último episódio envolvendo o ministro da Defesa, Bruna Brelaz considerou que o governo Bolsonaro está sentindo sua base ruir e começa a soltar suas ameaças. “Mas o único recado que precisa ser passado é o de que: Não vai ter golpe.”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s