Neste #3J, Rio de Janeiro reúne milhares no centro contra Bolsonaro

Além do grande ato na capital fluminense, houve grande mobilização nas capitais do sudeste e centro oeste com um #3JForabolsonaro gigante.

RBA – O Rio de Janeiro reuniu neste #3J milhares de manifestantes que pediram o impeachment do presidente Jair Bolsonaro, a vacinação contra a covid-19 e pagamento de auxílio emergencial de R$ 600,00. A concentração começou pela manhã no Monumento à Zumbi, no Centro. E seguiram em direção à Igreja da Calendária, em caminhada pela avenida, chegando a ocupar três faixas de pista.

A todo momento, o carro de som chamava a atenção dos participantes para manterem distanciamento, usar máscara e higienizar as mãos.

“Estamos na rua em respeito à dor das famílias, para deter esse extermínio. Esse é o Rio de todas a cores, que defende a vida e a democracia. Estamos mostrando que somos maiores e mais fortes do que Bolsonaro e que vamos vencê-los aqui, no berço desse projeto miliciano que o presidente está implantando no Brasil”, disse o deputado federal pelo Rio de Janeiro Marcelo Freixo.

Caminhada pelo Rio de Janeiro. Foto: Reprodução/Twitter

Outro ângulo da caminhada. Foto: Eduardo Miranda

 

São Paulo e interior

O #3JForaBolsonaro marcou também outras cidades. Em São Paulo, onde a concentração começa às 15h, a Avenida Paulista amanheceu com cartazes colocados em muros. Alguns deles, pedindo a prisão do presidente.

Ontem, a ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal, determinou a abertura de investigações para apurar se Bolsonaro cometeu crime de prevaricação no caso da compra da vacina Covaxin. Ele não teria tomado providências mesmo tendo sido avisado pessoalmente da existência de esquema envolvendo as negociações.

Cartaz na avenida paulista pede prisão do presidente. Foto: reprodução/Twitter

Manifestação em Campinas (SP) no fim da manhã. Foto: Reprodução

Ato em Ribeirão Preto (SP). Foto: Letícia Maciel/Cuca da UNE

#3J em Minas Gerais

As manifestações tiveram horários diferentes em Minas Gerais. Na capital Belo Horizonte, começaram por volta das 12 horas. Em muitos cartazes, a recomendação da cloroquina pelo presidente Jair Bolsonaro, mesmo sem eficácia no tratamento da covid-19.

Dinheiro para cloroquina não faltou. Foto: @FwLaura

Manifestação em Juiz de Fora, onde Bolsonaro teria levado a facada. Foto: CUT/MG

Atos no Centro-Oeste

Houve grande adesão popular ao #3JForaBolsonaro na região Centro-Oeste, região dominada pelo agronegócio, setor aliado do presidente desde antes de sua eleição, em 2018.

Em Cuiabá (MT), a concentração começou por volta das 10h, na Praça Alencastro, diante da Prefeitura. Os manifestantes caminharam pelo centro da cidade com faixas e cartazes. Entre as mensagens, “Fora Bolsonaro”, “vacina no braço e comida no prato” e “Bolsonaro genocida”.

Manifestantes em Cuiabá. Foto: Twitter

Em Campo Grande (MS), manifestantes se reuniram pela manhã e seguiram em carreata por mais de uma hora na Praça do Rádio e avenida Afonso Pena, na região central. Os atos terminaram após as 11h, com a participação de 1,5 mil pessoas, conforme a organização.

Em Campo Grande a manifestação acabou às 11h (de MS) e, segundo os organizadores 1,5 mil pessoas estiveram presentes no ato.

 

Marcha em Campo Grande pelo impeachment de Bolsonaro. Foto: Twitter

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s