Apoio a Bolsonaro derrete e impeachment é analisado no Congresso como alternativa

Lideranças no Congresso Nacional começam a admitir a hipótese do impeachment de Bolsonaro, depois da revelação de que o titular do Planalto prevaricou e o líder de seu governo está diretamente envolvido no escândalo da Covaxin

247 – O depoimento do deputado Luis Miranda (DEM-DF) à CPI da Covid na sexta-feira (25) gerou forte impacto em setores partidários não ligados ao bolsonarismo. Ainda que tenham visões diferentes sobre o governo federal, esses setores concordam que o episódio apresenta grande poder de dano a Jair Bolsonaro, que atravessa processo de derretimento.

Para o centro, aprofunda-se o processo de rejeição pública ao nome do ocupante do Planalto. Para a oposição, pode ser combustível para o início do processo de impeachment, destaca o Painel da Folha de S.Paulo.

O depoimento de Luis Miranda deixou claro que Bolsonaro prevaricou. Ele deixou de informar as autoridades sobre denúncias de irregularidades na compra da vacina indiana Covaxin, coordenadas, segundo a denúncia, pelo líder de seu governo, Ricardo Barros (PP-PR).

Gilberto Kassab, um dos líderes centristas, presidente do PSD, considera que “não há pressão governista que possa impedir a CPI de ir a fundo nessa questão”.

Para o conjunto de líderes centristas, a imagem de Bolsonaro e o seu apoio parlamentar estão em processo de derretimento e isto pode levar ao impeachment.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s