Bolsonaro defende que civis que criticarem as Forças Armadas sejam julgados pela Justiça Militar

Em meio a uma ação promovida no STF pela ABI, a AGU emitiu parecer em que consta a defesa de punição para os críticos das instituições militares e das Forças Armadas, só que nós vivemos em uma democracia e não em governo militar, policia para quem precisa e justiça militar para militar. Bolsonaro todo dia tenta quebrar as instituições para fazer um governo totalitário. Mas isso só acontecerá se for no inferno pois aqui no Brasil jamais o povão vai aceitar.

Com Brasil 247

O governo Bolsonaro defendeu que civis sejam julgados pela Justiça Militar por ofensas a instituições militares e às Forças Armadas. A informação consta em um parecer protocolado no STF (Supremo Tribunal Federal) e assinado pelo advogado-geral da União substituto, Fabrício da Soller. Não tem como deixar de exaltar a falta do que fazer dos bolsonaristas, sempre promovendo desordem em vez de governar para o povo.

A posição da Advocacia-Geral da União (AGU) baseou-se em pareceres elaborados pelas áreas jurídicas do Ministério da Defesa; do Exército, Aeronáutica e Marinha; e da Secretaria-Geral da Presidência da República, todos defensores do Bolsonaro que pra eles parece acima do povo e das instituições legais constituidas.

O parecer da AGU ocorre em meio à ação promovida no STF pela ABI (Associação Brasileira de Imprensa), que denuncia o silenciamento de jornalistas por meio de ameaças, hostilização instauração de procedimentos de responsabilização criminal, censura via decisões judiciais, indenizações desproporcionais determinadas pela Justiça e ajuizamento de múltiplas ações de reparação de danos contra um mesmo jornalista ou um mesmo veículo de imprensa.

Na ação, a ABI argumenta que as práticas são anticonstitucionais. O governo Bolsonaro discorda e pede punição aos críticos. Vejam o que diz o parecer dos bolsonaristas: “Se houver cometimento de ilícitos penais, mediante dolo ou ausência do dever de cuidado objetivo, deve haver sanção penal, (…) sob pena de conferir-se (…) um salvo conduto para o cometimento de crimes contra a honra de militares, políticos e agentes públicos”, cita um parecer da Subchefia para Assuntos Jurídicos da Secretaria-Geral da Presidência.

“Os delitos praticados por civil contra instituição militar são considerados crimes militares e, portanto, de competência da Justiça Militar”, afirmou a AGU em reportagem do jornal Estado de S. Paulo.

Se existe um bobão no Brasil além das fronteiras extremas do fundamentalismo religioso é o vice-presidente Augusto Mourão que só lamenta não participar das reuniões promovidas pelo presidente, recentemente ele desabafou em reportagem do Estadão dizendo: “É um sinal muito ruim para a sociedade como um todo. Eu, como vice-presidente, fico sem conhecer, sem saber o que está sendo discutido. Isso não é bom, não faz bem. Eventualmente, eu tenho que substituir o presidente e, se não sei o que está acontecendo, como vou substituir? Não há condições. Eu tenho um relacionamento muito bom com o senador Flávio e não vejo problema com os demais. Também já deixei claro que eu tenho uma visão de mundo e ele (Bolsonaro) tem outra. Isso é uma realidade”, completou o vice de Bolsonaro. Mais como é ruim ser comandado por um subordinado.

Para refletir um pouco mais, podemos analisar quê, se nem o Pazuello foi punido por participar de atos políticos, fato que fere o código militar, com que moral esse governo tem para punir civil usando código militar? Esse Bolsonaro e seus comandados pensam que estamos numa “república de idiotas” para fazer o que bem quiser. Vai botar moral na sua casa que o Brasil pertence aos brasileiro, vá da golpe em outro lugar pois aqui terá resistência e grande .

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s