Mourão sobre caso Pazuello: “Regra tem que ser aplicada”, disse o vice-presidente

“A regra tem que ser aplicada para evitar que a anarquia se instaure dentro das Forças. Porque assim como tem gente que é simpática ao governo, tem gente que não é. Então, cada um tem que permanecer dentro da linha que as Forças Armadas têm que adotar“, Diz Mourão sobre o  ex-ministro da saúde  Eduardo Pazuello

Por Redação

O ato de Pazzuello ter participado de ato político partidário no ultimo domingo 23, continua rendendo no meio político social. O vice-presidente Hamilton Mourão afirmou nesta quinta-feira 27, que a regra que proíbe a participação de militares em atos políticos deve ser respeitada para “evitar que a anarquia se instaure dentro das Forças“. Ele disse que o Exército Brasileiro seguirá “os trâmites previstos” no Regulamento da corporação quanto ao caso do ex-ministro Eduardo Pazuello. Completou dizendo que “As Forças Armadas são apartidárias, elas não têm partido, o partido das Forças Armadas é o Brasil“, disse.

O Exército decidiu abrir na segunda-feira 24, um processo administrativo contra Pazuello. O general chegou a subir em um trio elétrico e discursou no microfone durante o ato no Rio de Janeiro. Assim como o presidente, ele não utilizava máscara. Nesta 5ª feira, vence o prazo para que o ex-ministro da Saúde apresente sua defesa ao Exército. Oposição quer saber dos gastos feitos pelo governo no “comício” de domingo pois tem indicio de ilegalidade.

O comandante do Exército, Paulo Sérgio Oliveira, deverá tomar uma decisão sobre o caso. Ele participou  nesta quinta-feira de viagem a São Gabriel da Cachoeira (AM) junto do presidente e do ministro da Defesa, Braga Netto. Questionado sobre uma possível renúncia de Paulo Sérgio caso Pazuello não fosse punido, Mourão descartou a possibilidade

“O Exército vai seguir os trâmites previstos no Regulamento. E se o comandante chegar à conclusão de que tem que aplicar uma punição ao Pazuello, ele vai aplicar”, afirmou matéria do Poder 360 publicada nesta sexta-feira 28. O resultado sairá em 15 dias e Pazuello poderá ser advertido, ir pra reserva ou até pegar uma prisão, a decisão é do comando do Exército.

Foto de O Globo

Com informações do Poder 360

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s