Aziz ameaça prender Pazuello: “se mentir novamente, sairá algemado da CPI”

Presidente da CPI da Pandemia, Omar Aziz (PSD-AM) reagiu ao escracho do general Eduardo Pazuello, que, dois dias depois de depor à comissão, foi a uma aglomeração fascista de Jair Bolsonaro sem máscara zombando e tentando diminuir a importância da CPI da Covid.

247 – O presidente da CPI da Pandemia, Omar Aziz (PSD-AM), reagiu indignado à atitude do general Eduardo Pazuello que, dois dias depois de depor à comissão, foi a uma aglomeração fascista de Jair Bolsonaro sem máscara. “Não posso afirmar que vou prendê-lo, mas pode ter certeza que, se ele mentir… Se ele tiver um habeas corpus, eu não poderei prendê-lo. Manda ele sem habeas corpus lá, ele não vai brincar mais com a CPI e a população brasileira”, afirmou Aziz, que antes havia se negado a prender Fabio Wajngarten, ex-secretário de Comunicação, que também mentiu à CPI.

“A atitude que eu tomei em relação ao Fabio Wajngarten… Os próximos depoentes não esperem que eu tenha a paciência. Se eu amanhã tomar a decisão de prender um depoente mentiroso, pode ter certeza que a CPI não acabará. Acabaria [no episódio de Wajngarten] porque estava no início. Hoje não. Hoje está consolidada”, afirmou, em entrevista ao Uol.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s