Bruno Covas, um democrata como o avô, tem morte trágica de câncer como ele em pleno mandato

Prefeito de São Paulo, Covas lutava contra um adenocarcinoma desde 2019; novos pontos foram descobertos em 2021

Por Julinho Bittencourt

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas Lopes (PSDB), não resistiu às complicações provocada por um câncer que luta desde 2019 e faleceu, às 8h20 da manhã deste domingo. O óbito foi confirmado pelo Hospital Sírio-Libanês, onde ele estava internado.

Covas se afastou das funções na prefeitura em 3 de maio para tratar do câncer metastático que era acometido. Ele lutava contra um adenocarcinoma, entre a região do esôfago e do estômago, desde outubro 2019. Em fevereiro de 2021, foram encontrados novos pontos no fígado e, posteriormente, nos ossos. Em abril, o prefeito sofreu piora em seu estado de saúde com o acúmulo de líquido ao redor dos pulmões e do abdômen que, segundo os médicos, é decorrente da inflamação de um dos tumores.

Bruno Covas

Bruno Covas Lopes nasceu em Santos, no dia 7 de abril de 1980. Se formou em direito pela Universidade de São Paulo e em economia pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

Ligado à política desde criança, Bruno era neto do ex-governador do estado de São Paulo, Mário Covas e, assim como o avô, filiado ao PSDB. Em 1995, quando foi estudar em São Paulo, no Colégio Bandeirantes, teve a oportunidade de morar com o avô.

A sua carreira começou em 2004, ano que que se candidatou a vice-prefeito de Santos na chapa de Raul Christiano pelo PSDB. Nos anos de 2005 e 2006, foi assessor da liderança dos governos de Alckmin e Cláudio Lembo na Assembleia Legislativa.

Foi deputado estadual, secretário estadual de Meio Ambiente de São Paulo, presidente do Juventude do PSDB e deputado federal. Em 2010, foi novamente candidato a Deputado Estadual, sendo o mais votado do Estado com 239 150 votos, com mais de 131 mil só na capital paulista.

Em 2015, foi sub-relator da Comissão Parlamentar de Inquérito da Petrobras e membro da Comissão Especial da Maioridade Penal.

Em outubro de 2016, foi eleito vice-prefeito da cidade de São Paulo, na chapa de João Doria, assumindo a prefeitura em 6 de abril de 2018 em razão da renúncia de Doria.

Em 2020, Covas foi reeleito prefeito de São Paulo, tendo conseguido o feito inédito de vencer em todos os distritos eleitorais da cidade no primeiro turno.

Via Revista Fórum

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s