Manifestações ao redor do mundo condenam ataques de Israel contra Gaza

Milhares de pessoas foram às ruas no dia da Nakba, palavra árabe que significa ‘catástrofe’ e marca a expulsão do povo palestino de seus territórios

Opera Mundi – Milhares de pessoas em diversos países do mundo saíram às ruas neste sábado (15/05) para manifestar apoio à Palestina e protestar contra os recentes ataques de Israel à Faixa de Gaza.

Atos foram registrados nas principais cidades da Europa como Paris, na França, Madri, na Espanha, Londres, no Reino Unido, e Berlim, na Alemanha.

As hostilidades do governo israelense contra os palestinos entraram no 6º dia consecutivo neste sábado. Pela manhã, o país bombardeou e destruiu um edifício de 12 andares em Gaza que, além de ter apartamentos residenciais, abrigava escritórios da emissora Al Jazeera e da agência norte-americana Associated Press.

Além de ocorrer em meio aos bombardeios israelenses contra palestinos, os protestos de hoje ganham mais uma importância já que ocorrem no mesmo dia da Nakba, palavra árabe que significa “catástrofe” e marca a expulsão do povo palestino de seus territórios durante a fundação do Estado de Israel, em 1948.

Massivos protestos foram registrados em diversos pontos de Jerusalém Oriental e outras cidades que repudiaram os ataques israelenses. Milhares de palestinos foram reprimidos pela polícia de Israel, episódios que vêm ocorrendo desde o início dos bombardeios contra Gaza.

Na capital da França, a polícia reprimiu manifestações a favor da Palestina no bairro de Barbés, zona norte de Paris. As autoridades dispararam canhões de água e gás lacrimogêneo nos participantes dos atos.

Palavras de ordem como “a Palestina viverá”, “a Palestina ganhará”, e “Israel assassino” foram entoadas pelos manifestantes.

Já em Londres, milhares de pessoas se reuniram no centro da cidade para exigir que o governo britânico intervenha na situação e interrompa os ataques israelenses. Os manifestantes se concentraram em Marble Arch, de onde marcharam até a embaixada israelense, entoando palavras de ordem e pedindo “libertação” da Palestina.

“O governo britânico é cúmplice desses atos, quando oferece apoio militar, diplomático e financeiro a Israel”, disse um dos organizadores do ato à agência AFP.

Algumas organizações que convocaram os protestos na Inglaterra foram a coalizão Stop the War e a associação muçulmana do Reino Unido. Segundo dados desses coletivos, as manifestações deste sábado reuniram 150 mil pessoas em Londres.

Na Alemanha, atos foram registrados em algumas cidades. O maior deles aconteceu na capital, Berlim. Ao menos três manifestações ocorreram em diferentes pontos da cidade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s