Não é hora de fazer o almoço do dia das mães, alerta o médico Drauzio Varella

Vídeo do governo da Bahia emociona ao recomendar distanciamento: eu quero todos vocês vivos, diz mãe e avó vacinada, aos filhos e netos

RBA – O segundo dia das mães desde o início da pandemia do novo coronavírus está aí e a vontade de estar junto das mães, avós, bisavós, é enorme. No entanto, ainda não é hora de fazer o almoço do dia das mães, alerta o médico Drauzio Varella. Em entrevista ao UOL, o oncologista lembra que as pessoas de mais idade se infectam via reuniões familiares, já que não vão a baladas nem aglomeram. “É aí que mora o perigo. Dia das mães vem só meus filhos. Dois filhos e quatro netos em casa”, exemplifica. “E essa pessoa não tem consciência de que ela está promovendo uma aglomeração. Basta uma pessoa infectada para entrar em contato com o vírus. Aqueles que têm possibilidade de fazer almoço ao ar livre, maravilha.”

Drauzio ressalta que também sente pena das mães que não conseguem reunir a família nesses dias. “Chegamos a essa situação no Brasil que é a pessoa chorar de emoção quando toma uma vacina como essa”, diz sobre os avós que comemoram a imunização para poder estar mais perto dos netos que não veem há mais de um ano. O médico, no entanto, alerta. “Infelizmente elas não podem ver os netos. Ou podem ver em situações de extrema segurança. A vacina não vai garantir com certeza absoluta que não vão se infectar com o vírus que receber de um dos netos”, explica, lembrando que o problema desses almoços é que ninguém usa a máscara. “Quem sabe o ano que vem vai dar. Temos de dar orientação clara para a população”, ressalta o médico, criticando a inação do governo federal.

Falta campanha

Já vacinado, o médico destaca que estamos numa fase da pandemia em que fica muito difícil explicar com clareza para as pessoas como elas devem se comportar, apesar de vacinadas. “A vacina não é um salvo conduto nenhum. Estou vacinado, mas vou sair de máscara, não vou aglomerar. Eu vou tentar reduzir ao máximo o risco de entrar em contato com o vírus. E isso tem de ser feito em campanhas de esclarecimento. Campanhas oficiais. Não existe vacinação sem campanha”, crava. “Nós nunca tivemos vacinação no Brasil sem campanhas, é a primeira vez. Estamos aí com 14 meses com a epidemia correndo no Brasil e não houve nenhuma campanha feita pelo governo federal. Nem para explicar qual a necessidade de usar máscara, por exemplo. Essa situação é que acaba gerando essa confusão (de as pessoas acharem que tomaram vacina e assim já podem visitar os netos).”

E lembra a experiência da Aids. “As campanhas deram certo quando se começou a dizer o que pode e o que não pode fazer. Agora estamos numa situação muito semelhante. A vacina é a solução, de fato. Coletivamente, a longo prazo, é. Mas, individualmente, o fato de você estar vacinado, não te coloca numa categoria especial de pessoas imunes à transmissão do vírus. Não é hora de fazer o almoço do dia das mães”, reforça o médico.

“Eu quero todos você vivos”

Se o governo de Jair Bolsonaro e o Ministério da Saúde se omitem seja nas campanhas de prevenção ao vírus, seja na ampliação do acesso à vacinação, há governos e prefeituras fazendo sua parte. A cidade de Araraquara (SP) virou exemplo no mundo todo de boa atuação na contenção da covid-19 ao adotar um rigoroso lockdown.

Para deixar claro às famílias que o dia das mães neste segundo ano de pandemia ainda não permite encontros, o governo da Bahia produziu um vídeo emocionante em que a atriz Neusa Borges interpreta uma mãe e avó que pede um presente: “eu quero todos você vivos”.

“No ano passado vocês pediram que eu me cuidasse. Este ano sou eu quem faço esse pedido para vocês. Se protejam! O coronavírus está mais agressivo do que nunca”, alerta o vídeo veiculado nas redes sociais e na TV. “Faça sua mãe muito feliz, evite aglomerações e use máscara.”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s